VOLTAR AO PRIMEIRO AMOR - UMA IGREJA VIVA!

E FAZEI VEREDAS DIREITAS PARA OS VOSSOS PÉS, PARA QUE O MANQUEJA NÃO SE DESVIE INTEIRAMENTE, ANTES SEJA SARADO.







SEGUI APAZ COM TODOS, E A SANTIFICAÇÃO, SEM A QUAL NINGUEM VERÁ O SENHOR. Hebreus 12: 13-14.







sábado, 19 de junho de 2010

ESCATOLOGIA OU TEOLOGIA DA ESPERANÇA?


ESCATOLOGIA OU TEOLOGIA DA ESPERRANÇA?






Ao falar em escatologia nos reportamos ao livro de Apocalipse do grande apostolo João, nós encontramos também nos livros do AT e NT trazendo grandes revelações sobre o fim dos tempos, assim entendemos os acontecimentos que irrompem o fim sobre o mundo, sua história e os homens. Entre todos os eventos se conta a volta triunfal de Jesus Cristo em glória celestial, juízo final para o mundo e a consumação do reino de Deus, vemos os mortos numa ressurreição universal e o surgimento de uma nova criação e uma nova terra. Esses acontecimentos derradeiros aparecem de fora da história para dentro dela e põe fim à história universal. Jesus foi indagado por seus discípulos várias vezes: "Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação dos séculos." O Senhor Jesus lhes respondeu dando alguns sinais e eventos que precederiam a queda de Jerusalém e o tempo do fim. Um futuro imediato e a consumação escatológica. Após a ressurreição de Jesus os discípulos expuseram suas preocupações com o tempo da vinda do reino. "Senhor, será este o tempo em que restaures o reino a Israel? Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou para a sua exclusiva autoridade." (At. 1:7) Mas, o homem continua a indagar: Quando será o fim? A quase dois mil anos o apóstolo Pedro fala dos escarnecedores que diziam: "Onde está a promessa da sua vinda?" porque julgavam a promessa demorada. (I Pd.3:4,9). No Antigo Testamento vimos que o profeta Daniel recebeu as revelações acerca dos acontecimentos escatológicos, ele ouviu a pergunta de um ser que dizia: "Quando se cumprirão essas maravilhas?" depois o próprio Daniel indaga: "meu senhor, qual será o fim destas coisas?" Em nenhum momento Deus se deteve a responder acerca do tempo. O Senhor Jesus em Mateus 26:64 reivindica para si a profecia deixando claro que o reino escatológico está acima do reino de Davi. "É o novo momento do Jesus ressurreto, em um nível mais elevado do que se conhecia: autoridade absoluta, a autoridade do Filho do Homem. É evidente que Jesus demonstrava autoridade divina durante o seu ministério, mas essa autoridade estava encoberta pela forma humilde que ele assumiu. Depois de ressurreto ele assume uma autoridade universal que lhe é de direito." “Reis dos Reis e Senhor dos Senhores”. Os cenários que vemos mudam de forma, segundo a visão de cada um tanto no NT como no AT, o que nos conforta é que todas as visões são para nós refletirmos e compreendermos o grande propósito de Deus para o mundo. A segunda vinda de Jesus Cristo significa que a aliança que Deus fez será eterna, o mundo será julgado, os ímpios serão punidos e os salvos viverão em plena paz e alegria na presença do Rei Jesus. Ai podemos entender que a escatologia também é teologia da esperança para todos que aceitaram Jesus como salvador de suas almas e do mundo. O que temos que fazer? A resposta é: Devemos está preparado porque não sabemos quando será o fim de tudo. Todos aspectos do fim dos tempos estão refletidos no nosso cotidiano, temos anunciar o evangelho da salvação,mas, temos também ensinar as coisas referentes aos fins dos tempos, ou seja falar do apocalipse, para conscientização de todos e preparação da igreja de Jesus Cristo, não deturpar os fatos, mas, esclarecer de uma forma simples e verdadeira, pois tem muitos fazendo dos últimos dias motivo para muita gente entrar em pânico e recorrerem a misticismo e filosofias que só criam confusões, não permitem que percebamos as armadilhas de satanás para desvirtuar a verdade. A verdadeira intensão de Deus é que todos sejam salvos, que independente da extinção ou não do sistema atual temos que reconhecermos que a única verdade da nossa existência deve-se ao grande amor de Deus pela criatura que tanto amou e quer ver no seu seio, vivendo a mais perfeita paz e harmonia com tudo, o domínio do mal será aniquilado para reinar a soberania do cordeiro de Deus que tirou o pecado do mundo. O livro de Apocalipse é obra de temas escatológicos, porém de alcance imediato e atual.





O enfoque não é sobre predições futurísticas, mas sobre a realidade alcançada por Cristo, o Cordeiro de Deus

que venceu por completo o inimigo. A mensagem geral do livro leva o leitor a perceber que mesmo

que o inimigo pareça governar o mundo à sua volta é Deus em Cristo Jesus que executa a Sua

vontade de forma incontrovertida. As aparências são enganosas, mas o cristão não se deve deixar ser

levado pelas aparências. A realidade é outra.

Há influência maligna regendo a humanidade, mas a vitória do Cordeiro posiciona ao cristão fiel

como vitorioso. Há, portanto, que lembrar e colocar em prática o mandamento de Jesus, dirigido de

forma tão clara inúmeras vezes: “Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o senhor pôs sobre os

seus serviçais, para a tempo dar-lhes o seu sustento? Bem-aventurado aquele servo a quem o seu

senhor, quando vier, achar assim fazendo”. Vigia e sê fiel!

Pr. Ciro R. Desiderio

Um comentário:

  1. Estava fazendo uma visita ao blog e resolvi deixar um braço e lhe desejar a Paz do Senhor Jesus, boa postagem,muito interessante por sinal.Deus o abençoe e até mais!Aguardo sua visita no SOLA SCRIPTURA.

    ResponderExcluir

CRINSERV INFORMÁTIC@